Dê adeus a aposentadoria (estatal)

Não, o texto de hoje não é mais uma indicação do livro do Gustavo Cerbasi. Na verdade, é um assunto bem mais sério.

Como todos devem saber, está rolando há algum tempo um debate sobre a reforma da previdência social, e tudo que envolve ela: se é ou não é deficitária, se tem que reformar ou não, se tem que existir ou não, e por aí vai.

Mas o que muita gente não percebe é que a existência da previdência social faz com que a grande maioria das pessoas terceirizem seu futuro na mão de alguns poucos políticos e burocratas indicados por esses políticos. Logo, quem garante que daqui 10, 15 ou 30 anos você vai receber mesmo esse dinheiro? Os benefícios tem sido diminuídos ano após ano, vários fundos de pensão de empresas estatais já quebraram ou precisaram aumentar as contribuições para cobrir seus gastos.

Isso sem falar em como funciona o INSS: é basicamente um esquema de pirâmide. As contribuições feitas pelos trabalhadores da ativa são utilizadas para pagar os benefícios daqueles que já estão aposentados ou afastados. Para isso funcionar bem, é necessário que a base da pirâmide (quem contribui) seja sempre maior do que o topo (quem recebe).

Estimativa da pirâmide etária brasileira

O problema é que a população brasileira está envelhecendo, vivendo mais, e tendo menos filhos. Logo, a pirâmide está começando a ter muita gente no topo e pouca gente na base. Com isso, o governo acaba precisando fazer alterações no sistema, que podem ser:

  • reduzir o valor dos benefícios pagos aos aposentados/afastados;
  • aumentar o valor das contribuições de quem está na ativa (é o que aconteceu com o fundo de pensão dos Correios);
  • usar dinheiro de outras áreas (saúde, educação, segurança etc) para custear esses benefícios;
  • aumentar impostos para ter dinheiro para custear os benefícios;
  • ou ainda, fazer tudo isso ao mesmo tempo.

Com tudo isso acontecendo, a chance do benefício pago pelo governo não ser suficiente para sustentar o aposentado me parece bem grande.

Finalizando, a mensagem que quero passar com este texto é para que você, leitor, não terceirize sua sobrevivência, principalmente na velhice, onde é bem provável que você terá menos energia e saúde para correr atrás do prejuízo. Pague apenas o mínimo que a lei obriga. Encare o INSS como um imposto. Se lá na frente você receber alguma coisa, ótimo.

Enquanto for ativo, invista em aplicações diversas, existem inúmeras opções: poupança, imóveis, fundos de investimento imobiliário, Tesouro Direto, bolsa de valores no Brasil e no exterior. O que importa é guardar um pouco todo mês, durante toda a sua vida produtiva, em investimentos de valor. Mesmo que o aporte mensal seja baixo, os juros compostos fazem mágica no longo prazo.

Quando parar de trabalhar, por vontade ou necessidade, não vai precisar depender da vontade de nenhum político para sobreviver e prover pelo menos suas necessidades básicas.

Concorda? Discorda? Deixe seu comentário!

$$$$$$$

TENHA DIREITO A CONSULTORIA FINANCEIRA ILIMITADA E CONCORRA A PRÊMIOS, SE TORNANDO UM MEMBRO DO CLUBE VIDA RICA. É SÓ ENTRAR NO APOIA.SE E SEGUIR AS INSTRUÇÕES.

 

11 comentários em “Dê adeus a aposentadoria (estatal)

  1. Concordo com quase tudo, mas a parte da previdência social ser uma pirâmide financeira deve ser entendido com muitas reservas. Os benefícios de quem está aposentado agora são pagos com as contribuições de quem está trabalhando somadas a diversas outras contribuições de empresas e do governo. Não é que foi necessário “aumentar impostos para ter dinheiro para custear os benefícios”, mas que o sistema já foi pensado assim desde o início para diminuir o impacto das contribuições nos salários.

    O aumento da expectativa de vida da população e a inversão da pirâmide etária traz um desequilíbrio, mas ele é menor do que os profetas do apocalipse querem fazer crer justamente porque o sistema foi pensado para que isso fosse apenas um parte do tripé do financiamento.

    Em uma perspectiva micro, eu não tenho nada a acrescentar. Em uma perspectiva marco, é necessária uma reforma da previdência mas também é imprescindívelo crescimento contínuo da economia para garantir as contribuições de empresa/governo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Jardineiro, obrigado pelo comentário. Sobre o seu ponto que o governo não está cumprindo com suas obrigações, foi justamente o que me levou a escrever o texto: o governo quase sempre não cumpre com suas obrigações, por isso entendo ser bem arriscado deixar tudo nas mãos dele. As pessoas tem que procurar assumir as rédeas da sua vida e não delegar sua sobrevivência a terceiros.
      Vi que tem um blog, se quiser trocar links, é só falar. Abraço!

      Curtir

  2. No caso da previdência, no meu ver, seria trazer todas as categorias para ela, inclusive funcionários públicos, ai remodelar o INSS, seu teto e contribuição !!! hoje a aposentadoria do funcionalismo público onera muito o governo

    Curtido por 1 pessoa

  3. Infelizmente o brasileiro foi educado assim, nascer, estudar, fazer faculdade, trabalhar e se aposentar

    Fomos educados desde sempre a depende do INSS quando ficarmos velhos, essa pra mim é a grande falha
    O INSS no meu ver eh pra dar assistência, e não pra ser o principal, é pra ajudar os mais pobres que mesmo apertando o cinto, ficam no zero a zero ao final do mês.

    Todos deveriam ser educados a pensarem no futuro desde cedo, a se prepararem pro futuro. Conheço inúmeras pessoas instruídas com salários acima de 10 mil, que chegaram a 60 anos e não tem nem 1000 reais na conta, ou não pagam nenhum plano de previdência privada. É muita irresponsabilidade, tem que haver uma conscientização, não da pra ficar deixando a vida passar e torcendo pra algo acontecer.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s