Como usar o patrimônio na aposentadoria?

aposentadoria
Foto por Huy Phan em Pexels.com

Imagina que hoje é o último dia de trabalho da sua vida. Amanhã você finalmente estará aposentado. Você então recebe uma bela grana de FGTS, algum bônus da empresa, e fica se perguntando: e agora? O que eu faço com essa grana? Como fazer render o dinheiro acumulado?

A boa notícia é que existem várias opções, vamos a elas:

Imóveis para aluguel

Uma das opções mais conservadoras é a compra de imóveis para locação. Mas apesar de conservadora, não deixa de ter seus riscos. Lembre-se que você não está comprando um imóvel para uso próprio, mas sim um imóvel que fique alugado a maior parte possível do tempo, ou seja, um imóvel que é desejado pelo público que mora de aluguel. Então, quando for comprar priorize três coisas: localização, localização e localização. Não, não é brincadeira. Não adianta nada você ter um imóvel excelente se ele fica em um local de difícil acesso, ou que não tem serviços básicos no seu entorno, como supermercados, farmácias, transporte público, escolas.

Depois da localização, você avalia as outras características do imóvel, como tamanho, número de quartos, serviços do condomínio. É mais fácil alugar um apartamento de 1 ou 2 quartos, por exemplo, do que um apartamento de 4 ou 5 quartos, já que hoje em dia as famílias são bem menores. Também leve em consideração o valor do condomínio, já que quanto mais caro, menor será o valor do aluguel que você poderá cobrar. Afinal, se um inquilino estiver disposto a pagar $ 2000 de aluguel, quanto menor for o valor do condomínio, mais sobra para você usar.

Outra coisa importante é a vacância. Priorize sempre manter o imóvel alugado. Se precisar dar desconto, dê! Negocie, aceite ofertas. Cada mês que o imóvel fica vazio, o prejuízo vai ficando maior e se torna irrecuperável. Nos textos abaixo eu falo mais sobre isso:

O fluxo de caixa do aluguel

Imóvel vazio, prejuízo gigantesco!

Como definir o valor do aluguel do meu imóvel?

Tesouro Direto com cupons semestrais

Um dos tipos de títulos disponíveis para venda no Tesouro Direto são aqueles atrelados ao IPCA, mas que pagam cupons semestrais. Explico: ao invés de você receber todo o valor (principal + rendimentos) somente no vencimento do título, vai recebendo parte dos rendimentos na forma de cupons, a cada seis meses. Isso diminui o rendimento do título em relação aqueles que não tem cupons, mas para quem já acumulou o patrimônio e agora quer usa-lo, esse é o titulo mais indicado.

Você pode dividir seu patrimônio em diferentes títulos, já que cada um deles faz o pagamento do cupom em um determinado mês. Dessa forma, você obtém renda de forma mais frequente, diminuindo o tempo entre cada recebimento. Lógico, é preciso uma certa disciplina para não gastar demais quando o período entre os recebimentos for superior a um mês. É preciso equilíbrio nos gastos.

Neste link tem uma tabela com os meses de pagamento dos cupons de cada título.

Fundos de investimento imobiliário (FII)

Os fundos de investimento imobiliário funcionam de maneira parecida com os imóveis para aluguel. Veja bem, o funcionamento é parecido, mas são tipos de investimentos diferentes.

Quando você adquire um FII, é como se estivesse comprando um pedaço de um imóvel. A vantagem desse investimento é que você pode comprar vários pedaços de vários imóveis diferentes. Os imóveis que compõem esses fundos são shoppings, galpões logísticos, prédios comerciais, hospitais. Todo mês você recebe um provento correspondente ao rendimento com aluguéis, vendas de propriedades e outras receitas daquele fundo.

Para aprender mais sobre o assunto, recomendo dois sites: o Clube FII e o PalaFIIta.

Ações pagadoras de dividendos

Toda empresa listada na bolsa de valores e que tem lucro precisa decidir o que fazer com esse dinheiro: reinvestir na empresa visando crescimento ou distribuir esses lucros para os acionistas.

Leia também: Quais ações comprar?

Quando você adquire ações dessas empresas, recebe periodicamente uma parte dos lucros que ela obteve no período. É interessante porque você consegue obter renda sem necessariamente vender o papel. E no futuro, se precisar se desfazer dessas ações, ainda pode obter ganhos devido a valorização que a ação teve no período.

Para aprender mais sobre isso, recomendo os sites da Suno e da Bastter.

Vender parte do patrimônio conforme a necessidade

Por último, temos a última possibilidade, a qual as pessoas geralmente são mais resistentes: a venda do patrimônio. E quando falo de patrimônio, me refiro a qualquer ativo que você tenha acumulado: ouro, jóias, obras de arte, imóveis, ações de empresas, título do Tesouro Direto.

Sei que muita gente chega nessa fase e não quer gastar patrimônio porque planeja deixar alguma herança para seus filhos, netos, bisnetos, para que eles não passem dificuldade no futuro, não fiquem desamparados. Mas veja bem: as pessoas estão vivendo cada vez mais, é bem provável que a geração dos seus filhos passe dos 100 anos de vida. Por maior que seja o patrimônio herdado, se você não deixar uma educação financeira adequada para seus descendentes, é muito provável que eles reduzam seu patrimônio a pó. Então trate de cuidar bem de você, de ter uma velhice tranquila e o mais saudável possível. Seus herdeiros terão muito tempo para acumular patrimônio. Sobre o assunto recomendo os podcasts do Murilo Gun, que você encontra no link abaixo:

Especial Vida Longa – GunCast

E quando eu falo em vender conforme a necessidade, obviamente você não precisa vender tudo de uma vez. Se fosse pra sugerir uma “ordem” do que deve ser vendido primeiro, a minha lista seria essa:

  1. títulos do Tesouro Direto/renda fixa
  2. ações
  3. fundos imobiliários
  4. bens físicos (imóveis, jóias, quadros, etc)

Espero que esse texto tenha sido útil para você, leitor, que se encontra nessa situação.

Se tiver alguma dúvida, crítica ou sugestão, não hesite em escrever na nossa caixa de comentários.

Observação: este texto não constitui indicação de investimento. Cada pessoa deve ver o que é melhor para si em cada situação da sua vida.

$$$$$$$

CURSOSCOACHINGBEBLUE CLUBE VIDA RICA | CANAL NO TELEGRAM

 

Anúncios

Um comentário em “Como usar o patrimônio na aposentadoria?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s