Aplicando o Ciclo EARA aos investimentos

Ciclo-EARA-Capa-800px

Na ainda curta história deste site, um dos posts mais acessados até agora foi meu comentário sobre o livro Ciclo EARA. Provavelmente este fato tem relação com a cultura brasileira de estudar para concursos públicos, buscando ocupar um cargo de trabalho em alguma esfera governamental, sem falar nos milhões de pessoas que todos os anos prestam vestibulares, fazem a prova do ENEM, os exames das mais diferentes ordens, testes para obter uma certificação, e estão sempre buscando um jeito melhor e mais fácil de estudar para todas essas provas.

Se você ainda não leu o supracitado livro, a palavra EARA é uma abreviação para Estudar, Aprender, Revisar e Adaptar, e é um ciclo porque depois da última parte (adaptar), você retorna para a primeira e repete o processo.

Baseado nisso, escrevo este post para explicar como você pode usar o ciclo EARA em outras áreas, inclusive a de investimentos.

Tomemos como hipótese que você ouviu alguém falar sobre o Tesouro Direto,  e então resolve investir no mesmo. Você pode seguir os quatro passos do ciclo EARA para este processo, de forma que consiga investir com menos receio e medo.

Estudar

O primeiro passo do método é ESTUDAR. Você precisa conhecer sobre o investimento que quer investir. No caso do Tesouro Direto, você encontra todas as infomações no site dele mesmo, que você pode acessar neste link. Lá você irá aprender como funciona o investimento, quais os títulos disponíveis e seus respectivos prazos, como é o processo de aplicação e resgate, entre outras coisas. Como leitura complementar, sugiro os links abaixo:

Guia do Tesouro Direto – parte 1

Guia do Tesouro Direto – Parte 2

Marcação a mercado no Tesouro Direto

Aplicar

Depois de estudar, o segundo passo é APLICAR o conhecimento adquirido. Aqui é onde efetivamente você começa a agir. Separe um pequeno valor, de preferência apenas o mínimo, e faça sua primeira aplicação no investimento escolhido. Somente com dinheiro de verdade investido no Tesouro Direto é que você terá a real dimensão de como se sente investindo nesse mercado. É o que Taleb chama de “colocar a pele em jogo”.

Invista, deixe o dinheiro aplicado por trinta dias e então faça o resgate. Com isso, você terá passado por todas as telas do sistema do Tesouro Direto, e saberá direitinho como funciona. É muito melhor do que pagar algum curso caro sobre o tema, onde você irá ficar apenas na teoria e bem longe da prática. Feito é melhor que perfeito, se você ficar apenas na teoria, nunca vai ter a sensação real de entrar em campo e realmente agir, e todos os sentimentos que decorrem disso.

Revisar

Agora é a hora da REVISÃO!

Aqui você analisará se entendeu tudo corretamente, se aprendeu mesmo como funciona, se ficou confortável investindo naquele título, vendo suas oscilações de preço (e até possíveis prejuízos) durante o prazo que ficou investindo. Também é hora de avaliar se cometeu algum erro, fez confusão com algum procedimento, se teve dificuldade em fazer alguma operação.

Dica de leitura: Mapas Mentais dos Ativos Financeiros

Adaptar

Depois de feita a revisão, é o momento de ADAPTAR, e fazer os ajustes necessários. Aqui é a hora de substituir o título em que vai investir, aportar um valor maior ou menor, ou até mesmo desistir daquele investimento e partir para estudar outra coisa e recomeçar o ciclo.

Conclusão

O ciclo EARA pode ser utilizado absolutamente pra qualquer tipo de estudo, seja estudar para um concurso público, aprender um idioma ou começar um novo negócio.

E deixo aqui uma última recomendação: sempre que iniciar um investimento novo, aplique apenas o valor mínimo possível e que represente uma pequena parte do seu patrimônio. Quando se começa pequeno, é muito mais fácil mudar de rota ou até mesmo dar meia-volta e pular fora daquele ativo, sem grandes dificuldades ou perdas. E se o investimento te agradar, basta ir aportando todo mês, sem pressa.

$$$$$$$

CURSOSCOACHING BEBLUE CLUBE VIDA RICA | CANAL NO TELEGRAM

 

 

Anúncios

2 comentários em “Aplicando o Ciclo EARA aos investimentos

  1. Interessante Marcelo!
    Não conhecia esse ciclo EARA, mas parece ser muito interessante para aplicar aos investimentos.
    Eu particularmente aplico muito essa etapa de “revisar” para os gastos. Sempre que possível tento cortar algum ou vejo se meus gastos estão sendo bem úteis! Cancelo assinaturas que não preciso mais, tento negociar o valor de outras, e assim vai.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s