Envelopando seus débitos

high angle view of paper against white background
Foto por Pixabay em Pexels.com

Trabalhando como planejador financeiro, não é raro me deparar com casos onde os clientes ficaram endividados após descontrolar seus gastos no cartão de crédito. Isso acontece porque é bem fácil conseguir um limite MUITO superior a sua renda. Com isso, as pessoas começam a gastar e só percebem o rombo na hora de pagar as faturas. Como não conseguem pagar o valor total, pagam o valor mínimo apenas para não sujar o nome e com isso a bola de neve dos juros compostos começa a agir CONTRA a pessoa, aumentando a dívida mês após mês e tornando-a quase impagável em muitos casos.

Se você também passa por isso, existe uma técnica que pode funcionar bem: o método dos envelopes. Não lembro bem quando tomei conhecimento desse sistema, mas usei-o por um tempo e funciona muito bem.

3 métodos e 1 motivo para controlar as suas despesas

O primeiro passo é aceitar que você está endividado e parar de usar o cartão de crédito, renegociando o máximo possível seus débitos para que você possa pagar aquela dívida sem prejudicar muito as outras áreas da sua vida. Um bom jeito é visitar as feiras de negociação, o que pode ser feito até mesmo online, no site do Serasa. Não adianta falar que a culpa é da empresa de cartão de crédito, que ela te deu um limite muito alto, que os juros são abusivos, ou qualquer outra desculpa. Quem usou o cartão de crédito foi você, e a responsabilidade por essa situação é unicamente sua. Não terceirize a culpa.

Agora falando do método em si: ele não tem segredo nenhum. Você só precisa de um pouco de vontade e no máximo meia-hora por mês para se organizar. Faça isso sempre no dia que recebe seu salário. Pegue alguns envelopes e separe neles o valor necessário para pagar cada um dos seus compromissos naquele mês, como investimentos, moradia, transporte, alimentação, lazer, estudos, vestuário, sapatos. E então, você vai usando o dinheiro de cada envelope para pagar suas contas e suas despesas, até acabar. Uma vez acabado o dinheiro separado para aquele fim, você só pode voltar a gastar com isso no próximo mês, quando receber novamente sua renda.

A única coisa que o método exige é disciplina para não ficar pegando dinheiro dos outros envelopes quando um deles terminar. Mas tirando isso, é bem fácil de se implantar e bem eficiente.

Se você não gostar de ficar com muito dinheiro em casa, pode pagar aquelas contas fixas direto no seu internet banking (aluguel, água e esgoto, energia, financiamentos, condomínio, gás, plano de saúde, internet etc.) e então usar os envelopes apenas para as outras despesas, como lazer, vestuário, alimentação fora de casa.

Em alguns meses já estará habituado e sentirá uma bela melhora na sua situação financeira, afinal, esse método lhe ajuda a realizar um dos pilares da educação financeira: gaste apenas o que você tem!

Pra quem já utilizou esse método, conte sua experiência na caixa de comentários!

$$$$$$$

LOJA MENTORIA BEBLUE CLUBE VIDA RICA | CANAL NO TELEGRAM

 

Anúncios

2 comentários em “Envelopando seus débitos

  1. Meus envelopes são as contas digitais iConta, Nubank e Inter. Caixa e Bradescão sem cesta de serviços, para impostos e outras despesas. As vezes algum cache em casa para pagar diarista e outros compromissos que só aceitam dinheiro.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s