Como gastar menos?

numbers money calculating calculation
Foto por Breakingpic em Pexels.com

Saudações!

Já sabemos que um dos pilares de uma vida financeira saudável é gastar menos do que se ganha. Só assim é possível não viver no limite, construir uma reserva de emergência e investir pensando em metas de prazo mais longo, como comprar uma casa ou garantir a aposentadoria.

Deixe o cartão de crédito em casa (ou elimine de vez)

Quando bem utilizado, com consciência e responsabilidade, o cartão de crédito é um excelente aliado. Ele permite que você acumule milhas e pontos, receba descontos em alguns locais, concentre todos seus gastos em uma única fatura, além de permitir descobrir onde você gastou seu rico dinheirinho no mês que passou.

Entretanto, ele se torna um grande vilão para quem não tem controle sobre suas finanças, ou não resiste à compras por impulso. Como geralmente os limites do cartão são muito mais altos do que o salário das pessoas, a chance de gastar muito além do que pode pagar e se ver endividado em pouco tempo é muito alta! E se você gasta excessivamente de maneira impulsiva, é interessante procurar ajuda especializada de um psicólogo ou psiquiatra. Isso pode ser um transtorno de comportamento, um vício como o consumo de álcool ou tabaco, e precisa de tratamento. Os devedores anônimos podem te ajudar.

Então deixe o cartão de crédito em casa, usando-o somente para emergências de valor maior, como o conserto do carro ou a reposição de um eletrodoméstico que pifou. Se possível, é válido mesmo cancelar o cartão de crédito e ficar apenas com o de débito.

Use dinheiro vivo

Estudos apontam que quando uma pessoa usa dinheiro vivo, principalmente em notas grandes, ela fica com dó de gastar, afinal, você literalmente vê o dinheiro saindo da carteira para comprar cigarros na esquina e nunca mais voltar. Isso é fácil de explicar: a dor da perda é duas vezes maior do que a felicidade por ganhar algo.

Você pode fazer isso de duas maneiras: a primeira é usar a tática dos envelopes, de forma que no começo do mês você já tenha organizado para onde vai cada parte do seu dinheiro, evitando de gastar de forma descontrolada e depois precisar usar o cheque especial para cobrir as contas. A outra maneira é toda semana sacar o dinheiro que pode usar naquele período em despesas variáveis.

Cancele o cheque especial

Mesmo usando apenas dinheiro vivo ou o cartão de débito, ainda existe uma última fronteira quando se quer gastar demais: o cheque especial. Ele fica ainda mais convidativo quando tem seu saldo disponível somado ao saldo real da sua conta corrente, o que passa a impressão de que temos muito mais dinheiro para gastar do que realmente possuímos. Por isso é essencial que você cancele seu cheque especial, dessa forma não tem pra onde fugir na hora de gastar além do que tem. Caso tenha uma situação inesperada, use sua reserva de emergência e depois a recomponha.

Mesmo com os juros baixando nessa modalidade de crédito, ainda pode se tornar uma bola de neve considerável caso você deixe a dívida rolar por muito tempo. Lembre-se: receber juros é sempre muito melhor do que pagar.

Até a próxima!

cropped-porco-avatar1

Gosta de ler? Assine o Kindle Unlimited e tenha acesso à milhões de livros por apenas
R$ 1,99 nos três primeiros meses! Ou assine o Amazon Prime e tenha acesso ao Prime Reading, onde pode alugar até 10 livros, revistas ou periódicos simultaneamente!

cropped-porco-avatar1

Para aprender mais sobre imóveis, compre meu livro:

Tijolos – Tudo o que você precisa saber antes de alugar, comprar, vender ou financiar um imóvel

 

 

 

 

 

Um comentário em “Como gastar menos?

  1. Fala Marcelo!

    Excelente post! Lembro de um podcast do The Minimalists onde eles mencionam que “o seu aumento salarial mais fácil de ganhar é uma redução dos seus gastos.”

    Acho que é preciso um pouco de disciplina pra aprender a usar o cartão como uma ferramenta ou até uma vantagem ao invés de ser o vilão, mas uma vez que feito, pode se tornar um aliado poderoso.

    Usar dinheiro vivo é interessante, especialmente se levado junto do método de envelopes, mas infelizmente no Brasil carregar muito dinheiro não é muito seugro…

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.