Ação humana

“Ideias, e somente ideias, podem iluminar a escuridão.” – Ludwig von Mises

Leitores e leitoras, saudações!

O livro dessa semana é provavelmente o mais longo que já li, mas de longe. É maior até mesmo do que a biografia do Churchill ou O Investidor Inteligente. Estou falando do livro Ação Humana, de Ludwig von Mises. É um tratado sobre economia, e como o assunto não é tão simples assim, é esperado que se trate de um grande livro.

Confesso que no começo li um tanto quanto forçado. A linguagem é complexa no começo, já que o autor explica as bases de sua tese econômica, então nesse ponto é uma leitura bem maçante, chata eu diria. Precisei consultar o dicionário várias vezes para entender o que ele estava falando. Mas superado o começo, a coisa engrena e a leitura fica bem mais prazerosa, até porque começa a falar sobre situações reais da economia, como inflação, juros, preços, direitos de propriedade, ambientalismo, moeda, comércio. O assunto fica mais palpável, é aquilo que a gente vê todo dia nas colunas de economia dos jornais.

Um ponto de destaque é o rodapé: tem centenas (literalmente) de notas de rodapé, indicando referencias, outros estudos, outros livros, explicando termos. Tendo um pouco de disposição dá pra entender muito bem o assunto que o livro trata.

Como já li alguns outros livros e artigos desse mesmo autor, muita coisa do que trata a obra já me era conhecida. Mas a experiencia de ir na fonte primária é sempre satisfatória.

Eu gostei do livro, e me pareceu um título importante para quem deseja ingressar pela área da economia. Demorei pra ler, pra terminar, mas valeu a pena. Vai para a prateleira dos favoritos.

Abaixo, alguns poucos trechos do livro:

Toda decisão humana representa uma escolha. Ao fazer sua escolha, o homem escolhe não apenas entre diversos bens materiais e serviços. Todos os valores humanos são oferecidos para opção. Todos os fins e todos os meios, tanto os resultados materiais como os ideais, o sublime e o básico, o nobre e o ignóbil são ordenados numa sequência e submetidos a uma decisão que escolhe um e rejeita outro. Nada daquilo que os homens desejam obter ou querem evitar fica fora dessa ordenação numa escala única de gradação e de preferência.

É comum a muita gente censurar a economia por ser retrógrada. Ora, é óbvio que a nossa teoria econômica não é perfeita. Não existe perfeição no conhecimento humano, nem em qualquer outra conquista humana. A onisciência é negada ao homem. A teoria mais elaborada que parece satisfazer completamente a nossa sede de conhecimento pode um dia ser emendada ou superada por uma nova teoria. A ciência não nos dá certeza final e absoluta.

Significa apenas que a economia é algo vivo – e viver implica tanto imperfeição como mudança.

Ação, portanto, sempre implica tanto obter como renunciar.

O incentivo que impele o homem à ação é sempre algum desconforto.

Ninguém tem condições de determinar o que faria alguém mais feliz.

O raciocínio e a investigação científica nunca podem proporcionar uma completa tranquilidade de espírito, uma certeza apodítica ou uma cognição perfeita de todas as coisas. Quem pretende isso tem de recorrer à fé e tentar acalmar sua consciência adotando um credo ou uma doutrina metafísica.

A essência da sociedade é a própria ação dos indivíduos.

De fato, a história econômica é um extenso registro de políticas de governo que falharam porque foram elaboradas com um imprudente desrespeito às leis da economia.

Os ricos, os proprietários das fábricas que já estão em operação, não têm um interesse específico na manutenção do mercado livre. Embora não desejem que suas fortunas sejam confiscadas ou expropriadas, são favoráveis a medidas que os protejam de novos competidores. Aqueles que defendem a livre iniciativa e o livre mercado não defendem os interesses dos que são ricos hoje. Ao contrário, querem que seja aberta a possibilidade para homens desconhecidos – os empresários de amanhã – usarem sua habilidade e engenho, proporcionando, desta forma, uma vida mais agradável para as gerações vindouras. Querem que se mantenha aberto o caminho para maior progresso econômico. São eles que formam a verdadeira vanguarda do progresso.

Toda ação é uma especulação. No curso da vida humana não há estabilidade e, consequentemente, não há segurança.

O desenvolvimento da profissão de economista é uma sequela do intervencionismo. O economista profissional é o especialista ao qual se precisa recorrer para que sejam elaboradas as várias medidas de intervenção do governo na atividade econômica. É um especialista no campo da legislação econômica, a qual, nos dias de hoje, tem invariavelmente o objetivo de perturbar o funcionamento da economia de mercado.

Dia a dia se torna mais evidente que grandes aumentos dos gastos públicos não podem ser financiados “espremendo-se os ricos”; acabam tendo que ser suportados pelas massas.

Se fosse possível saber a situação futura do mercado, o futuro não seria incerto. Não haveria nem lucro e nem perda empresarial. O que as pessoas esperam dos economistas está além da capacidade do ser humano.

Para o homem consciente, nada é mais importante na atualidade do que a economia. Está em jogo o seu próprio destino e o de sua descendência. São muito poucos os que podem contribuir com alguma ideia que produza consequências para o acervo do pensamento econômico. Mas todos os homens sensatos precisam familiarizar-se com as lições da economia. Nos dias que correm, esse é um dever cívico primordial. Queiramos ou não, o fato é que a economia não pode continuar sendo um esotérico ramo do conhecimento, acessível apenas a um grupo de estudiosos e de especialistas. A economia lida com problemas fundamentais da sociedade; concerne a todos e pertence a todos. É a preocupação mais importante e mais característica de todos os cidadãos.

Para quem se interessar, o livro está a venda na Amazon, no link abaixo:

AÇÃO HUMANA – LUDWIG VON MISES

41worx1auel._sx335_bo1204203200_

Quem preferir começar por algo mais introdutório, eu indico o livro As 6 lições, que traz o pensamento do autor de forma mais condensada.

Se você ainda não tem o Kindle, pode baixar os aplicativos para PC, tablet ou smartphone neste link!

Até semana que vem, com mais um livro!

cropped-porco-avatar1

Gosta de ler? Assine o Kindle Unlimited e tenha acesso à milhões de livros por apenas
R$ 1,99 nos três primeiros meses! Ou assine o Amazon Prime e tenha acesso ao Prime Reading, onde pode alugar até 10 livros, revistas ou periódicos simultaneamente!

cropped-porco-avatar1

Para aprender mais sobre imóveis, compre meu livro:

Tijolos – Tudo o que você precisa saber antes de alugar, comprar, vender ou financiar um imóvel

 

 

Um comentário em “Ação humana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.