O que eu olho na hora de investir em ações?

Comprar ações não é apenas investir em papéis, é se tornar sócio de empresas.

Saudações!

Hoje encerro a trilogia sobre a forma que escolho meus investimentos, falando sobre as ações. Como sempre, o que escrevo aqui é apenas minha experiência pessoal. Não é indicação de investimento. A responsabilidade pelo que você faz com seu dinheiro é sua, e somente sua.

Existem diversas maneiras de se investir na bolsa de valores. A que eu pratico é a filosofia do buy and hold, ou seja, comprar e segurar. A intenção dessa estratégia de investimento é escolher empresas que continuem boas por um longo período de tempo, permitindo que você aumente seu patrimônio tanto pela renda obtida através dos dividendos quanto pela valorização das ações.

Dito isso, estes são os critérios que uso para escolher em quais ações investir:

Ação é ON

Só invisto em ações ordinárias das empresas, já que essas ações são as mesmas que os controladores possuem, logo, a chance de eu me ferrar como pequeno investidor é menor. Como invisto pensando no longo prazo, com a mentalidade de ser sócio das empresas que compro na bolsa de valores, nada melhor do que ter as mesmas ações que os donos de fato. Isso diminui os riscos de eu ser afetado por alguma medida tomada pelos controladores e que prejudique aqueles que possuem ações preferenciais e UNITs.

Lucro ao longo do tempo

Olho o histórico de lucros da empresa. Quanto mais anos tendo lucro, melhor. Se só teve lucro desde o seu IPO, melhor ainda. Afinal, não quero ser sócio de uma empresa que dá prejuízo.

Tempo de IPO

Eu invisto apenas em empresas que realizaram seu IPO (Initial Public Offer, que é a abertura de capital na bolsa) há pelo menos cinco anos. Quanto mais tempo de IPO, melhor, afinal, maior o histórico de dados daquela empresa para analisar. Investir em empresas com pouco tempo de IPO é uma caixinha de surpresa, e não tem como saber se aquela empresa com capital recém aberto na bolsa vai sobreviver no longo prazo. Então, empresas que estão na bolsa há bastante tempo tem maiores chances de continuar nela.

Liquidez

Novamente, liquidez é importante aqui. Para você comprar as ações, precisa ter alguém querendo vender.

Sopa de letrinhas

Sinceramente, não olho nada daquelas siglas e mais siglas de indicadores antes de comprar uma ação. Não vejo sentido em fazer isso. Do meu ponto de vista, só faz sentido para quem busca investir em ações para realizar lucro com sua venda, seja através do value investing, seja fazendo daytrade. Outra coisa que não olho é cotação. Na prática, tanto faz, como já escrevi em outros textos aqui:

O timing é irrelevante para o pequeno investidor

Os meus axiomas

Não tenha uma reserva de oportunidade!

Preço não importa

O preço que paguei em uma ação só é importante para mim na hora de declarar o imposto de renda.

É isso! São essas coisas que analiso antes de comprar as ações de uma empresa. E você, que dados observa para tomar sua decisão?

Sugestão de Leitura

Sobre esse tema poderia indicar dezenas de livros, todos com sua importancia. Mas vou ficar com apenas dois:

A filosofia Bastter.com

41wmw2jnnrl

O Investidor Inteligente, de Benjamin Graham

O investidor inteligente (Português) Capa Comum – 18 mar 2017 por Benjamin Graham (Autor), Lourdes Sette (Tradutor)

cropped-porco-avatar1

Gosta de ler? Assine o Kindle Unlimited e tenha acesso à milhões de livros por apenas
R$ 1,99 nos três primeiros meses! Ou assine o Amazon Prime e tenha acesso ao Prime Reading, onde pode alugar até 10 livros, revistas ou periódicos simultaneamente!

cropped-porco-avatar1

Para aprender mais sobre imóveis, compre meu livro:

Tijolos – Tudo o que você precisa saber antes de alugar, comprar, vender ou financiar um imóvel

cropped-porco-avatar1

Aprenda sobre educação financeira de forma rápida, clara e objetiva com meu segundo livro:

As três lições: Um pequeno livro sobre educação financeira

cropped-porco-avatar1

Dinheiro é importante, mas não é tudo! Conheça meu terceiro livro:

Vida Rica: Finanças não é só dinheiro

6 comentários em “O que eu olho na hora de investir em ações?

  1. Ótimos fundamentos! Parabéns pela tríade. Talvez adicionaria uma quarta parte falando de imóveis? 😉

    Pra mim, nada é tão importante quanto o histórico de lucros que a empresa gera – se não há consistência aqui, não há riqueza ao longo prazo. Preço realmente não importa enquanto os fundamentos forem bons, mas costumo controlar isso nos aportes: aportar mais na baixa, e menos na alta.

    Acho interessante o seu conceito de riqueza sendo gerada na venda do ativo valorizado, bate um pouco de frente com o meu conceito de cash cow, mas respeito porque no fundo este é o destino dos investimentos: mais cedo ou mais tarde, você irá vender também.

    Qual é a sua proporção entre trading e holding (se é que faz os dois) na sua carteira? Seria interessante ver o exemplo.

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Salve, Pinguim! Obrigado pelo comentário. Hoje em dia eu só “holdo”. Não tenho tempo e emocional para fazer trading.
      Sobre vender as ações, não é a intenção, mas uma hora isso pode acontecer, principalmente na velhice, visando manter a qualidade de vida.
      Abraço!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.