Estacionando o ônibus

Foto por Ben Herbert em Pexels.com

Em 2010, o Barcelona era o atual campeão europeu, o melhor time de futebol do mundo naquele momento, considerado imparável por muitos. A equipe treinada por Pep Guardiola empilhava vitórias, jogando um futebol bonito e ofensivo, que encantava a todos.

Naquele ano, surgiu seu nêmesis, que atendia pelo nome de José Mourinho. Treinando a Inter de Milão, ele foi o responsável por eliminar o Barcelona na Liga dos Campeões da Europa daquele ano, usando uma tática inovadora, que ficou conhecida popularmente como “estacionar o ônibus”. Era um esquema super defensivo, com o time se concentrando todo na frente de seu gol, buscando evitar a qualquer custo as finalizações adversárias.

Com o resultado daquele ano, esse virou um esquema popular, quase uma regra: toda equipe que ia enfrentar alguém muito superior “estacionava o ônibus” em frente a sua área e desafiava o adversário a vencer essa barreira.

Isso acontece pelo fato do talento, da qualidade ser escassa, sendo mais acessível apenas para aquelas equipes que podem desembolsar muito dinheiro para conseguir contratar os melhores jogadores para a sua equipe. Para cada craque existem centenas ou milhares de jogadores comuns.

No mercado financeiro é a mesma coisa. Os grandes investidores, fundos e empresas tem condições de buscar a grande tacada, jogar ofensivamente em busca de rentabilidades extraordinárias. Enquanto isso nós, os pequenos investidores, somos como um time pequeno que vai enfrentar um time recheado de craques no estádio do adversário: não podemos nos dar ao luxo de jogar de igual para igual, buscando o gol o tempo inteiro. Se fizermos isso, terminaremos o jogo goleados, com uma derrota humilhante.

Temos que estacionar o ônibus na nossa carteira de investimentos: diversificar ao máximo em bons ativos, aportar todo mês, não ficar girando patrimônio e buscar formas de aumentar nossos rendimentos, para poder investir mais. Cada gol que levamos, isto é, cada perda que sofremos custa muito mais caro do que para aqueles que tem muito dinheiro para investir. É muito mais difícil para um pequeno investidor se recuperar de uma perda.

Por isso, temos que jogar igual time pequeno: jogar para não perder.

E jogando assim, uma hora ou outra arrumamos um contra-ataque, marcamos um gol e vencemos o jogo.

Jogar na defesa, fechadinho, ciente de suas qualidades e fraquezas não é vergonha nenhuma. Pelo contrário, é o que permite que você continue no jogo durante os 90 minutos, com chance de trazer um bom resultado para casa. Barcelona e Seleção Brasileira que o digam.

SUGESTÃO DE LEITURA

Já que falei sobre futebol hoje, vou sugerir um livro no tema: A Pátria de Chuteiras, de Nelson Rodrigues. O livro está de graça na Amazon, no link abaixo:

A PÁTRIA DE CHUTEIRAS- NELSON RODRIGUES

cropped-porco-avatar1

Gosta de ler? Assine o Kindle Unlimited e tenha acesso à milhões de livros por apenas
R$ 1,99 nos três primeiros meses! Ou assine o Amazon Prime e tenha acesso ao Prime Reading, onde pode alugar até 10 livros, revistas ou periódicos simultaneamente!

cropped-porco-avatar1

Para aprender mais sobre imóveis, compre meu livro:

Tijolos – Tudo o que você precisa saber antes de alugar, comprar, vender ou financiar um imóvel

cropped-porco-avatar1

Aprenda sobre educação financeira de forma rápida, clara e objetiva com meu segundo livro:

As três lições: Um pequeno livro sobre educação financeira

cropped-porco-avatar1

Dinheiro é importante, mas não é tudo! Conheça meu terceiro livro:

Vida Rica: Finanças não é só dinheiro

2 comentários em “Estacionando o ônibus

  1. Fala Marcelo!

    Grande analogia essa do futebol e a estratégia defensiva. Não lembrava que o Barcelona era um time que jogava tanto assim, lembrava mais do time da Grécia que costumava fechar o gol.

    Realmente, o investidor que quer ter certeza que vai enriquecer ironicamente é aquele que não pode querer sempre “acertar” a próxima 10-bagger ou MGLU3 da rodada, e sim ter a segurança que via diversificação, exposição controlada de risco e aporte constante irá ver seu patrimônio crescer.

    Ainda assim, também gosto de outra analogia, vinda do xadrez: nele, quem não abre o jogo e ataca, certamente perde. Tem a ver com a imobilidade das peças e falta de domínio do tabuleiro, e nessa enxergo aquelas pessoas que temem a palavra investimento, e não largam da poupança. Estas, sim, irão perder na vida.

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.