Pai rico, filho nobre e neto pobre: Maldição Financeira

Foto por Alena Darmel em Pexels.com

A forma como o adolescente lidará no futuro com o trabalho, dinheiro, poupança e investimentos sofre grande influência da forma como os seus pais lidaram com essas questões durante a vida. Quando os filhos não seguem o exato estilo de vida dos pais acabam seguindo o caminho oposto.

Por este motivo a educação financeira do adolescente começa na educação financeira dos seus pais. São os exemplos (bons e maus) e as conversas que você terá com os seus filhos no dia a dia que produzirão marcas que eles levarão por toda a vida.

Provavelmente essa é a grande missão dos pais. Marcar a mente dos seus filhos e assim “forjar” pessoas preparadas para a vida.

Você provavelmente já ouviu um ditado que diz: “Pai rico, filho nobre e neto pobre”.

Ele funciona quase como uma “maldição” que sempre se inicia quando os pais tentam dar para os filhos os recursos que não tinham quando eram jovens, mas isso acaba tirando deles algo muito importante que é suas próprias conquistas.

A história está repleta de filhos de pais que prosperam e cometem o erro de entregar para os filhos tudo aquilo que não tiveram na infância, tirando deles o estímulo para lutar por seus sonhos.

Esses filhos que recebem tudo com muita facilidade são os nobres que muitas vezes terminam a vida com sérios problemas financeiros por não terem desenvolvido as habilidades e adquirido os conhecimentos dos seus pais com relação a ganhar, poupar e investir dinheiro.

Sem boa educação financeira, nada conseguem transmitir para seus filhos e assim temos os netos pobres da família. Esses netos pobres provavelmente terão filhos privados de recursos, mas repletos de sonhos e da vontade de crescer. Com isso o ciclo recomeça.

A única forma de evitar que seus descendentes entrem nesse ciclo é a de educar seus filhos e netos da forma correta. Você deve ajudar seus filhos com sua experiência, seus conhecimentos e suas habilidades de tal forma que ele possa buscar os meios para conquistar o que deseja através do próprio esforço. Pois é dessa forma que você deixará para ele o que realmente tem valor que é a vontade de crescer e a bagagem necessária para conquistar tudo que queiram conquistar.

Vamos ver um exemplo?

Amyr Klink é um navegador e escritor brasileiro que ficou conhecido após se tornar a primeira pessoa a fazer a travessia solitária do Atlântico Sul em um barco a remo percorrendo quase 6.000 km em 100 dias. A história é retratada no livro “Cem dias entre céu e mar“. Muitos tentaram e muitos morreram nessa travessia quando o mar e os ventos fortes viravam as pequenas embarcações.

Foi então que Klink desenvolveu um pequeno barco chamado I.A.T (foto abaixo) capaz de virar e desvirar com grande facilidade. Já que barco virar era uma certeza durante os 100 dias de travessia, o barco deveria estar preparado para isso. Este preparo era o segredo do sucesso.

Trazendo esse exemplo para a nossa vida financeira, investimentos e vida profissional, o grande segredo das pessoas que atingem o sucesso está na capacidade dessas pessoas se levantarem depois das quedas que serão inevitáveis. As quedas são uma certeza e devemos nos preparar para essas certezas.

Já casado e com filhos, Amyr Klink projetou outro barco para dar a volta na Antártica (circunavegação polar) pela rota mais difícil em 88 dias por mais de 22 mil km. A história foi contada em outro livro chamado Mar sem Fim.

Até que em um determinado dia uma de suas filhas perguntou para Amyr Klink se ele emprestaria o seu barco para que ela fizesse uma viagem pela Antártica. Certamente muitos pais vão passar por uma situação parecida quando os filhos estiverem buscando “atalhos”, pedindo para os pais o carro emprestado, o apartamento, dinheiro ou algum tipo de recurso, quando deveriam buscar coisas mais valiosas como o conhecimento, experiência e as habilidades do pai. Na prática são essas coisas que geram riquezas e possibilidades para sempre, permitindo que os filhos sigam o caminho mesmo quando os pais idosos terminem a caminhada.

Veja o que Amyr Klink respondeu para sua filha no vídeo abaixo. Vale lembrar que Amyr Klink foi muito bem-sucedido com seus livros, palestras, marina e projetos envolvendo a construção de barcos. Ele certamente gostaria que suas filhas aprendessem a conquistar tudo isso por conta própria, pois essa é a grande riqueza. Clique na figura abaixo para assistir ao vídeo e depois continue a leitura.

O que você pode aprender com o vídeo acima:

  • É necessário aprender a dizer “não” para os filhos.
  • Fazer o que o seu filho pede é mais fácil, não cria atritos e ele se sentirá feliz. O problema está no amanhã. Nem tudo que os filhos querem hoje é o que eles realmente precisam para o bem deles no futuro. Muitas vezes o que eles precisam agora é de um “não”.
  • Amyr Klink demorou 30 anos para construir um barco para ir até a Antártica. Nesse processo ele acumulou conhecimentos, desenvolveu habilidades e conquistou a experiência necessária para fazer o bom uso desse barco. O barco seria um risco nas mãos da filha se ela o recebesse pronto, sem a conquista.
  • Amyr Klink também negou o dinheiro, mas não negou aquilo que realmente tem valor que seria ensinar a sua filha a desenvolver um projeto, buscar os meios e os recursos. Ele alerta a filha que será um processo difícil e que provavelmente ela vai pensar em desistir, mas no final desse processo, quando o barco estiver pronto ela também estará pronta.
  • Ele finaliza dizendo que a beleza de navegar é que você não tem como escapar de todo esse caminho. É ele que fará de você um navegador preparado. Podemos transportar esse ensinamento para a sua vida profissional, para a sua vida financeira e os conhecimentos que farão de você um investidor preparado.

Então uma das filhas do Amyr Klink seguiu os caminhos e conselhos do pai. O vídeo abaixo mostra a filha de Klink se preparando para uma viagem no seu próprio barco.

O vídeo começa com o Amyr Klink sendo Amyr Klink. Ele pede para a filha ligar dentro de 1 hora, pois ele estava em uma reunião. O vídeo termina com o Amyr Klink recebendo a notícia de que sua filha tinha comprado o próprio barco. Ele faz alguns segundos de silêncio é diz: “Tem que aprender navegando…”

Pegue a história, retire o barco e coloque no lugar a sua vida, seus objetivos, sonhos, investimentos e a situação da sua vida financeira que permitirá realizar esses sonhos. Você verá que se encaixa perfeitamente.

Os navegadores, que sobrevivem, são pessoas muito organizadas, pois as forças da natureza fazem o trabalho de “seleção natural” dos que não se preparam para a viagem. Com os investidores, empreendedores e profissionais também é assim.

Na prática o que os pais devem fazer é preparar seus filhos para que um dia naveguem sozinhos pela vida, com autonomia, independência e responsabilidade em todas as áreas. Mais importante que oferecer os recursos é oferecer boa educação, bons exemplos, acesso ao conhecimento, experiências e será isso que permitirá aproveitar oportunidades.


O texto acima foi originalmente postado no Clube dos Poupadores. Toda sexta-feira eu abro espaço para textos e outras mídias que achei interessantes e quero compartilhar com o amigo leitor. Aproveite!


Faixa bônus: ouça a entrevista do Amyr Klink no podcast do Pedro Hipólito, em Portugal. A melhor passagem dessa entrevista é ¨Abrace o problema!¨:

cropped-porco-avatar1

Precisa de ajuda para organizar sua vida financeira? Está endividado e quer sair do buraco? Clique aqui e fale comigo!

cropped-porco-avatar1

Gosta de ler? Assine o Kindle Unlimited e tenha acesso à milhões de livros por apenas
R$ 1,99 nos três primeiros meses! Ou assine o Amazon Prime e tenha acesso ao Prime Reading, onde pode alugar até 10 livros, revistas ou periódicos simultaneamente!

cropped-porco-avatar1

Compre meus livros na Amazon:

Tijolos – Tudo o que você precisa saber antes de alugar, comprar, vender ou financiar um imóvel
As três lições: Um pequeno livro sobre educação financeira
Vida Rica: Finanças não é só dinheiro

Um comentário em “Pai rico, filho nobre e neto pobre: Maldição Financeira

  1. Olá Vida Rica,

    Texto maravilhoso que contém uma realidade que ocorre a gerações. Acredito que a maioria conhece alguns casos dessa maldição. Eu conheço casos na minha própria família.

    Mas o ensinamento do Amyr Klink é direto e possui algo que poucos estão dispostos a fazer: “dominar a sutil arte de dizer não”. Dizer “não” para os “atalhos”, porém dizer “sim” para orientar a trilhar o próprio caminho é algo incrivelmente poderoso.

    Abraços,

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.