Como planejar o casamento?

Foto por Soulseeker em Pexels.com

Casamenteiros e casamenteiras, saudações!

Uma boa parte da população ainda sonha com uma mega celebração de casamento, com tudo que tem direito!

A grande maioria só não realiza uma festa assim porque esbarra em um grande obstáculo: o dinheiro! No caso, a falta dele.

Para planejar seu casamento, existem basicamente duas formas:

  • Orçar tudo que vocês desejam na cerimônia/festa/lua-de-mel, e então acumular o dinheiro necessário, deixando uma margem para imprevistos. O problema dessa opção é que pode levar anos até conseguir todo o valor que é necessário.
  • Ver quanto dinheiro vocês conseguem acumular até a data desejada do casamento, e então fazer todos os itens se encaixarem dentro desse valor.
  • Financiar o casamento! (brincadeira, não façam isso! Já vi casamento que durou menos do que as prestações do evento).

A opção número um é a ideal se seu casamento não custar um absurdo, se não tem pressa para realizar o evento ou se o casal tem uma grande capacidade de poupar. Já a segunda opção é a mais comum, inclusive foi a que eu utilizei quando me casei em 2016. Eu e minha esposa nos planejamos para uma data, e projetamos quanto teríamos acumulado até a data. O importante é que essa seja uma projeção beeeeeem conservadora. Não imagine que você vai poupar 1 mil reais por mês, por exemplo, se você nunca fez isso a vida toda e acredita que cheque especial é parte do salário.

Muito do que vou falar abaixo foram situações reais vivenciadas por mim e minha esposa. Espero que as dicas possam ser úteis.

Listas e mais listas

Antes de começar a cotar qualquer coisa, vocês precisa fazer basicamente duas listas: a lista de tudo aquilo que desejam ter no casamento e a lista de prováveis convidados. Esses serão parâmetros fundamentais para que fazer as cotações com todos os profissionais e empresas necessários, já que a quantidade de pessoas convidadas e também os desejos do casal influenciam os preços.

Convide apenas quem você deseja convidar

Exceto nos casos em que seus pais e sogros ajudem a bancar o casamento, a lista de convidados deve ser feita única e exclusivamente pelos noivos. Eles devem decidir quem chamar, e quem não chamar. Afinal, são eles que irão arcar com os custos da festa.

Divida a decoração

É bem comum acontecer duas ou mais celebrações de casamento na mesma data em uma igreja. Entre em contato com as outras pessoas que se casarão no mesmo dia que você e combinem de dividir os custos com a decoracao da igreja. É possível reduzir suas despesas pela metade, ou até mesmo 1/3, se tiver três matrimônios marcados para aquele dia.

Peça ajuda dos amigos

Use toda sua rede de contatos para pedir ajuda. Não precisa ser necessariamente ajuda física, ou financeira, mas sim ajuda para encontrar profissionais que tenham preços ou ofertas melhores.

Menos é mais

Muito do que a gente coloca no casamento é desperdício de dinheiro. Pegue a lista inicial de convidados e de itens que deseja colocar na sua celebração e analise pacientemente, profundamente. Muito do que está ali é desnecessário e você vai conseguir cortar sem se arrepender. Lógico, tem que ser de comum acordo entre os noivos.

Mais alguma sugestão que ficou faltando na minha lista? Deixe sua dica nos comentários!

Sugestão de Leitura

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.