Um dia em um evento de coaching

Foto por Pixabay em Pexels.com

Saudações, mindsetes e mindsetas!

Hoje vou contar minha experiência participando em um evento de coaching do estilo Tony Robbins.

Tudo começou em janeiro de 2020, quando recebemos um convite para participar de uma palestra gratuita sobre inteligência emocional. Meu alerta apitou, mas convencido pela patroa, e como era de graça, fomos a tal palestra. O evento ainda era beneficente, já que a entrada era 1 kg de alimento não perecível, que seria doado para uma instituição de caridade.

A palestra foi legalzinha e tal, mas nada que me chamasse muito a atenção.

Então começou a carta de vendas por parte do palestrante, usando todos os gatilhos possíveis para convencer as pessoas a comprar ingressos para um evento que ocorreria dali dois meses, em março daquele ano. Ele, o palestrante/vendedor apelou para o emocional, depois para a urgência, dizendo que só naquele dia haveria um desconto promocional, e por aí foi. Eu e minha esposa conversamos e decidimos ir no tal evento. Eu poderia ter usado aquela grana de melhor forma, confesso, mas ao menos esse dinheiro rendeu este texto que escrevo agora.

Então, em março, pouco tempo antes de ser declarada a pandemia do novo coronavírus, fomos ao evento.

O lugar deixava um pouco a desejar em infraestrutura. Muito calor, dificuldade para usar os banheiros e beber água, enfim, um tanto quanto perrenguístico. Mas brasileiro já está acostumado com essas coisas.

O evento não teve nada demais. Foi dirigido por um coach famoso, e teve de tudo aquilo que eu já tinha lido neste texto do Raiam sobre o evento do Tony Robbins na Flórida. É a mesma coisa, a mesma estrutura. Só não teve aquele momento de andar descalço sobre a brasa. Teve de tudo um pouco. Momentos dirigidos a emocionar a plateia, outros para motivar. Sim, teve o famigerado “Yes! Yes! Yes!”.

No segundo dia, quando chegamos ao auditório, cada assento tinha uma folha com o preço de todos os cursos oferecidos pelo coach e sua equipe. O valor era suficiente para comprar um carro popular.

A palestra começou com uma história, onde o coach famoso dizia que tinha deixado de trocar de carro para investir o dinheiro em um curso na Flórida, e que o valor investido tinha se transformado em um retorno fabuloso financeiramente. Foi aí que liguei as pontas. Provavelmente, no final do dia, ele iria usar essa história para convencer as pessoas a comprarem aqueles cursos caríssimos. E funciona!

Foto por cottonbro em Pexels.com

Em todos os momentos que ele anunciava uma condição especial para comprar um livro, um curso ou qualquer outro produto, muita gente aproveitava e enormes filas se formavam em frente às mesas dos vendedores. Confesso que eu era descrente com essa parada de gatilhos emocionais para vendas, mas vi ao vivo como isso funciona, e funciona bem. Também deu para entender porque o valor do ingresso das palestras não era tão alto. Ele ganhava muito mais com os produtos que vendia durante o evento.

Essa foi a minha experiência participando de um evento do tipo. Não pretendo participar novamente. O mais legal do final de semana foi viajar e passar um tempo ao lado da minha esposa, num hotel bacana. Até porque, ainda não sabíamos, mas aquela seria a última viagem que faríamos por uns bons meses, em razão da pandemia.

E você, caro leitor, cara leitora, já participou deste tipo de evento? Como foi a sua experiência?

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.