Irrefutável flagrante

Saudações!

O livro de hoje foi escrito por Murillo Leal: Irrefutável Flagrante.

Não é exatamente um livro, digo, com início-meio-fim, mas sim uma coletânea de textos do autor, que particularmente achei que não encaixam muito bem.

Digo, os textos são ótimos, mas não senti uma conexão entre eles. E isso não faz o livro ruim, é apenas um sentimento que tive quando terminei de ler. Vai ver que a intenção dele foi essa mesmo, vai saber.

O livro está disponível gratuitamente no site do Murillo, no link: https://www.murilloleal.com.br/livrogratuito.

Abaixo, alguns trechos que gostei e destaquei:

Já pensou? Um dia você vai ao médico e ele diz: “Péssimas notícias, senhor. O que o senhor tem é síndrome de Monty Phyton, mais conhecida como piadose aguda. Perdemos um paciente na semana passada disso. Falência múltipla de anedotas.” Talvez neste dia faça mais sentido a expressão morrer de rir.

Quando alguém nos confessa que está em uma situação complicada, vamos logo nos adiantando e dizendo: “Tudo vai ficar bem”. Mesmo se não soubermos se vai mesmo. Quando somos nós a pessoa com problemas, nossa mente funciona exatamente oposto. Somos especialistas em auto sabotagem.

Tratar-se com respeito pode mudar nossa vida para sempre. É preciso ser generoso consigo antes. É preciso cobrar menos e ter amor para com você, antes de tudo.

Negociam com tudo e todos, mas não dão conta de lidar com os degraus da vida sendo subidos um a um. Demitem-se por qualquer razão, rompem relacionamentos por comodidade, arriscam tudo sem responsabilidade. Colocam-se sempre em primeiro plano, crentes que um mundo ideal está para chegar.

Estamos diante do mundo lotado de direitos sem que haja responsabilização, maturidade e reciprocidade.

Foi então, que uma ficha caiu na minha mente: essa realidade de aparência começa a se desfazer bem na nossa frente, quando percebemos que apenas ter alcance não é o suficiente. É preciso ter uma mensagem forte. É justamente isto o que falta em que produz produtos, vende serviços e atende pessoas. Muitas empresas, pessoas e instituições estão apenas reproduzindo ideias e carregando uma mensagem a reboque. São uma espécie de guincho de discursos alheios. Não tem o que dizer, pois são apenas papagaios dos demais.

Já leu este livro? O que você achou dele?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.