Ensine o que você sabe

Foto por Andrea Piacquadio em Pexels.com

Filho, em qualquer assunto sempre haverá dois grupos: os que sabem mais do que você, e os que sabem menos. Você sempre terá algo para ensinar aqueles que sabem menos que você, por mais bobo que pareça. Então não guarde o seu conhecimento apenas para si. Compartilhe. Quanto mais conhecimento você compartilha, mais você aprende.

Ensinar é muito prazeroso. Inclusive é uma ótima maneira de aprender mais.

Sempre que você precisa explicar algo para alguém, é necessário pesquisar, estudar, e pensar em uma maneira de repassar o conteúdo da melhor forma, de uma maneira que as pessoas que irão ser ensinadas por você aprendam de um jeito eficiente, interessante.

A primeira lembrança que eu tenho de ensinar as pessoas de alguma maneira foi na época da faculdade. Eu tinha facilidade para explicar de uma forma mais simples alguns conteúdos, então sempre estudava com um grupo e os ajudava a compreender melhor as matérias. Isso fazia bem para mim, já que segundo a pirâmide da aprendizagem, uma das melhores maneiras de aprender é ensinando.

Alguns anos se passaram até que eu comecei um blog, o Vida Rica, para falar sobre educação financeira. Não que eu fosse um especialista, mas segui o conselho que me deram.

Quando eu e sua mãe estávamos organizando nosso casamento, fomos falar com o tio Michel e a tia Driely sobre as fotos, álbum, esse tipo de coisa. Durante a conversa, surgiu o assunto investimentos e começamos a conversar sobre isso. Quando estávamos indo embora, eles me disseram que eu entendia do assunto, e devia investir nisso. Esse projeto ficou guardado dois anos, até que finalmente lancei o blog, e foi muito bom!

Pude ajudar muitas pessoas, escrevi livros, e ainda tive a oportunidade de conversar com pessoas que moravam muito longe, graças ao podcast que criei em decorrência do blog. Ensinar também te traz novas oportunidades, abre novas portas.

Um tempo depois, fui convidado a ser catequista. Confesso que no começo relutei, eu não tinha nenhuma experiência com ensino de crianças, e fiquei morrendo de medo do que poderia acontecer na sala. E eu também tinha dificuldade de me empolgar muito nisso. Parecia que eu não conseguia pegar ritmo.

Mas com o passar do tempo veio a experiência, e como a catequese é bem livre, permitindo que o conteúdo seja ensinado através de vários métodos, sem aquela rigidez de forma que as escolas impõem, eu comecei a me adaptar e então finalmente gostei e me empolguei com o ensino. Me encontrei ali. 

Uma coisa que percebi é que, para ensinar, é necessário se colocar no lugar do outro, principalmente quando você está ensinando crianças. O mundo delas é diferente. O tempo passa diferente, a mente pensa diferente. Ter empatia é fundamental.

Ensine o que você souber, meu filho. Apenas ensine. Conhecimento compartilhado se multiplica, não se perde. 

Sugestão de Leitura

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

2 comentários em “Ensine o que você sabe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.