Aprenda a falar em público e se divirta com isso

Foto por ICSA em Pexels.com

Filho, eu sempre fui muito tímido. Sempre. Odiava quando tinha que apresentar algum trabalho em frente a turma na escola, ou quando tinha que dançar em algum festival do colégio. Não gostava de aparecer. Quando fui dirigente do time de futebol americano, que contei em algum capítulo anterior, uma das coisas que me deixava mais desconfortável era dar entrevista para a TV local, caramba, como eu sofria com isso.

Só que esse é o tipo de coisa que não temos como fugir. Na escola, na faculdade, no trabalho, na igreja, na família, uma hora você precisará falar em público, diante de uma pequena ou de uma grande audiência, tanto faz. Então, se não dá para evitar o problema, é melhor abraçar ele e resolver. Até para evitar os travamentos, os lapsos mentais, ou mesmo aquelas situações em que você fala algo, mas horas ou dias depois, enquanto toma banho, se lembra de que poderia ter dito algo que se encaixava perfeitamente naquele momento, mas deixou a oportunidade passar.

Só quando fiquei bem mais velho finalmente me abri para falar em público. Ainda é dificil, mas é necessário lutar contra a timidez. É uma briga constante, e que é facilitada pelos hábitos.

O primeiro passo que dei foi gravar um podcast. Esse foi o passo mais simples. Afinal, não tinha ninguém me ouvindo ao vivo. Mas milhares de pessoas iriam me ouvir com o passar do tempo. A vantagem aqui é que na hora da gravação é só você, ou você e mais algum participante do podcast. A gente não precisa encarar a plateia naquela hora que está falando.

O segundo passo foi começar a fazer uma das leituras durante a liturgia da palavra nas missas de domingo. Na primeira vez eu mal conseguia pensar de tanto nervoso. Não consegui nem olhar para frente, fiquei com medo de errar, mas fui lá e li. O bom de fazer isso na igreja é que as pessoas são mais razoáveis e tolerantes com erros, então você pode pegar confiança com mais facilidade.

O terceiro passo foi começar a dar aulas, no caso, catequese. Apesar de serem turmas pequenas, de no máximo 20 pessoas, você precisa se expressar bem, fazer com que entendam a mensagem que quer passar, e ainda precisa ser divertido, engraçado, não pode ser chato ou monótono que senão eles desligam, dispersam, e não dão a mínima para o que está sendo falado. Isso faz com que, além de falar em público, você precise desenvolver habilidades e técnicas para manter a audiência atenta.

Então, filho, quando surgir a oportunidade ou necessidade de falar em público, abrace o problema. Você irá me agradecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.