Os Romanov: O fim da dinastia

Saudações, czares e czarinas!

Aqui venho falar sobre livros novamente. O de hoje é o livro de Robert K. Massie sobre o final do Império Russo: Os Romanov – O fim da dinastia.

Colocando a situação em contexto: durante a Revolução Russa, onde o poder foi tomado pelos comunistas, a família imperial foi tirada do trono e posteriormente, brutalmente fuzilada na Casa Ipatiev, na cidade de Ecaterimburgo, Sibéria. Inclusive, o começo do livro é bem pesado, já que narra exatamente como foi realizada a execução e o desfecho que tiveram os corpos. É cruel, bem cruel. E eles não foram os únicos Romanov vitimados na revolução. Vários outros foram assassinados pelos comunistas, na tentativa de derrubar definitivamente os czaristas. Os que sobreviveram foram os que conseguiram fugir das terras soviéticas, se espalhando Europa afora.

O livro conta como terminou a dinastia dos Romanov, bem como ficaram as situações referentes a possíveis herdeiros do trono, caso a monarquia fosse restituída. O livro é de 1995, havia se passado pouco tempo desde a queda da URSS, então a volta da monarquia ainda era uma possibilidade. Hoje, em 2022, já é possível falar que, se existir novamente um czar, ele será Vladimir Putin ou alguém por ele colocado no poder.

Dá pra ver que o esforço de pesquisa foi bem grande para fazer um livro relativamente curto, com pouco menos de 300 páginas. Nessas horas que a gente percebe o esforço que é escrever um livro, ainda mais baseado em fatos históricos.

Abaixo, alguns trechos que destaquei da obra:

Leon Trotsky, o exacerbado comissário vermelho, queria um julgamento público do ex-czar em Moscou, com transmissão nacional de rádio, em que ele, Trotsky, seria o promotor. Lênin, sempre pragmático, preferiu manter a família como peões no jogo que sustentava com a Alemanha.

Lênin tinha morrido, e Stalin, seu sucessor, demonstrava um apreço cada vez maior pela natureza revigorante da crueldade.

Um quarto no andar de cima foi dedicado aos Romanov, com excertos do diário de Nicolau, páginas do diário de Alexei e a primeira página de um jornal de Ekaterinburg com a manchete: EXECUÇÃO DE NICOLAU, O ASSASSINO SANGUINÁRIO COROADO – FUZILADO SEM FORMALIDADES BURGUESAS, MAS CONFORME NOSSOS PRINCÍPIOS DEMOCRÁTICOS.

Em 12 de junho de 1991, aconteceu a primeira eleição de um líder político em nível nacional, em mil anos de história da Rússia. Boris Yeltsin, nascido em Sverdlovsk, foi eleito presidente. Em 10 de julho, ao tomar posse no Kremlin, Yeltsin despiu a cerimônia de todo o simbolismo comunista. Em lugar do enorme retrato de Lênin que por décadas se agigantava no painel por trás do orador, ele estendeu a bandeira branca, azul e vermelha que Pedro, o Grande, havia adotado para a Rússia.

Querem enterrar o czar na Catedral Fortaleza de São Pedro e São Paulo? Ótimo! Então, enterrem o médico, a camareira e o cozinheiro lá também, no mausoléu do czar. Estiveram juntos por 73 anos. São os únicos que nunca traíram a família. Merecem ser honrados ao mesmo tempo, no mesmo lugar. Se os russos de hoje não entendem isso, mesmo se alguns Romanov forem ao funeral, eu não irei.”

Mas a democracia deu à Rússia um governo fraco e dividido, uma estabilidade tão precária que ninguém ousa mexer em seu frágil equilíbrio. Corpos e ossos ficam desenterrados por medo de que o ato de enterrar possa aguçar antagonismos políticos. O corpo de Lênin, nadando em conservantes, permanece intocado no mausoléu na Praça Vermelha por medo de ofender os comunistas. Os ossos da família imperial ficam expostos nas mesas do necrotério de Ekaterinburg por medo de ofender a Igreja Ortodoxa. Um governo impotente até para dispor dos restos da monarquia destituída não pode esperar – e não se pode esperar dele – ter força para restaurá-la.

O livro pode ser encontrado na Amazon, no link: https://amzn.to/3QWD2aK

Já leu o livro? O que achou dele?

Até!

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.