Organize-se!

O post de hoje foi originalmente publicado no site Consumo de Valor. Com autorizaçao do autor, estou publicando ele aqui. Boa leitura!

$$$$$$$

Nossa rotina é cada vez mais complexa e cheia de compromissos. Apesar de não termos muito tempo livre, nos sentimos cada vez mais pressionados para dar conta de diversas áreas da vida: profissional, pessoal, amorosa, familiar, social e tantas outras. Enquanto tentamos manter os pratos no ar, descobrimos que é impossível ser perfeito em tudo e nos sentimos cada vez mais frustrados.

Nesse cotidiano extremamente ocupado a capacidade de organização se mostra essencial, contribuindo para que consigamos nos manter ativos e fazendo o nosso melhor. A seguir provaremos que não importa sobre qual área falemos, organizar-se pode ser a chave para uma vida mais feliz.

Reduzimos o estresse

pexels-photo-407237.jpegParte do nosso estresse diário vem da falta de clareza sobre o que precisamos fazer. Nossa mente não é confiável para se lembrar de todos os compromissos assumidos; por isso, quando deixamos sob sua responsabilidade, ela acaba embaralhando tudo o que precisamos fazer e dando a sensação de que estamos mergulhados no caos.

A partir do momento em que nos organizamos os compromissos deixam de ser opressores para tornarem-se apenas o que são: compromissos. Podemos olhar para eles com tranquilidade, agendarmos sua realização ou até deixá-los para depois ou desistir deles. Nossa vida fica mais clara e o caos é substituído por uma sensação de controle.

Se o estresse diminui, nossa tendência a procurar escapes como o consumismo também cai, nos deixando mais livres para pensar e viver. Muito do marketing de produtos e de ideias é baseado no medo e na sensação crescente de que vivemos num mundo apocalíptico, o que é reforçado pela falta de organização em nossas vidas. Quando nos organizamos somos menos influenciados por esse tipo de pressão externa.

Ganhamos tempo

woman holding baby smiling

Quando nos organizamos deixamos de viver “apagando incêndios”, pois temos controle sobre nossos compromissos, ainda que surjam imprevistos. Com esse controle podemos criar (ou pelo menos reconhecer) brechas de tempo livre para as atividades que realmente nos trazem prazer.

Não importa se usamos esses intervalos para praticar um hobby, passear com a família ou apenas aproveitar o ócio: qualquer atividade pode ser incluída na rotina quando temos organização. Isso aumenta nossa felicidade, nos torna mais leves e nos faz perceber que sempre há tempo para aproveitar o que nos faz bem.

Se conseguimos separar esse tempo para atividades prazerosas, toda a rotina se torna melhor e menos opressora, já que é recheada de momentos de descanso previamente agendados. Quando compreendemos que, com organização, é possível realizar todo o necessário e ainda aproveitar momentos de relaxamento, nos sentimos mais livres e tranquilos para viver e cumprir nossas obrigações.

Conhecemos nossas prioridades

arrows box business chalk

Para conseguirmos nos organizar é fundamental que repensemos nossa vida e nossas prioridades. Esse autoconhecimento traz inúmeros benefícios, nos permitindo viver intensamente as áreas que são importantes para nós sem nos sentirmos mal pelo que deixamos de lado.

Tal compreensão nos faz perceber que nossa vida é composta por várias áreas, relações e compromissos, mas que no final das contas tudo está interligado: nosso trabalho nos permite cuidar de nossa família, a família dá sentido ao trabalho, os amigos nos ajudam a relaxar para que possamos continuar trabalhando e cuidando da família, e assim por diante. A vida de cada um é diferente e composta por áreas que se relacionam de formas diversas, mas se seguimos valores bem determinados que são aplicados a todas elas, é certo que cada uma, de alguma forma, sustenta e equilibra a outra.

Por isso, quando nos organizamos e percebemos todas essas redes, somos capazes de nos dedicar a uma área que demande mais atenção em determinado momento sem nos sentirmos abandonando outra, pois sabemos que, mesmo não sendo possível tratar todas as áreas com a mesma prioridade, estamos cuidando de tudo que nos é importante.

Produzimos mais

adult chill computer connection

Se conhecemos nossas prioridades do momento, temos menos estressepara realizar o necessário e conseguimos relaxar no tempo livre, produzimos muito mais! Após gastar algum tempo nos organizando, pensando sobre a nossa vida e a melhor forma de estruturá-la, percebemos o retorno quando vemos metas sendo cumpridas, carências sendo supridas e o bem estar crescente, nosso e dos que convivem conosco.

Com isso, nossa autoestima melhora e nos sentimos confiantes para assumir novos desafios, resultando em uma vida com muito mais conquistas em todas as áreas. Com a autoestima bem trabalhada nos sentimos mais capazes de gerir e organizar também nossa vida financeira, não entramos em furadas e consumimos apenas o que nos faz bem. Nos sentimos melhor, temos mais força para viver de acordo com os nossos valores e, consequentemente, nos tornamos pessoas melhores.

Com uma atitude tão simples conseguimos tornar a vida mais leve, com mais sentido e repleta de realizações. A tranquilidade toma conta de nós, somos vistos como pessoas confiáveis e não deixamos para trás nenhuma área que demande atenção. Além disso, quando falhamos, somos capazes de analisar com um olhar mais prático, tomando as medidas necessárias para evitar esse tipo de acontecimento no futuro. Crescemos o tempo todo quando somos capazes de ver com clareza a nossa vida, nossas conquistas e falhas.

Ou seja…

pexels-photo-374845.jpegOrganizar-se é necessário e só traz benefícios a todos que vivem nesse mundo ocupado. Enquanto muitos vêem o hábito da organização como uma prisão e uma preocupação que não deveria existir, nós entendemos que através dela conseguimos mais liberdade e tranquilidade para viver a vida que desejamos. Enxergamos nela a paz que não é alcançada quando vivemos sem planejamento.

É preciso entender que não nos organizamos para dominar os compromissos, mas para que não sejamos dominados por eles. O foco de uma vida planejada não é o planejamento em si, mas a paz que ele traz, nos permitindo autoconhecimento, redução do estresse e verdadeira entrega às nossas prioridades. E tudo isso retrata o consumo de valor, esse estilo de vida que preza a liberdade – de consumo, de tempo e de pensamento. Porque quando tiramos de nossa mente os compromissos e obrigações, sobra apenas o que realmente importa: a vida.

$$$$$$$

Contrate meu serviço de mentoria financeira, que vai te auxiliar a melhorar as suas finanças e atingir seus objetivos. É só clicar aqui.

$$$$$$$

Ganhe dinheiro de volta em suas compras usando o aplicativo da Beblue:

Baixe aqui o aplicativo Beblue

$$$$$$$

Seja membro do Clube Vida Rica. É só entrar no Apoia.se e seguir as instruções.

$$$$$$$

Participe do Canal Vida Rica no Telegram. É só clicar aqui para acessar!

Anúncios

Dê adeus a aposentadoria (estatal)

Não, o texto de hoje não é mais uma indicação do livro do Gustavo Cerbasi. Na verdade, é um assunto bem mais sério.

Como todos devem saber, está rolando há algum tempo um debate sobre a reforma da previdência social, e tudo que envolve ela: se é ou não é deficitária, se tem que reformar ou não, se tem que existir ou não, e por aí vai.

Mas o que muita gente não percebe é que a existência da previdência social faz com que a grande maioria das pessoas terceirizem seu futuro na mão de alguns poucos políticos e burocratas indicados por esses políticos. Logo, quem garante que daqui 10, 15 ou 30 anos você vai receber mesmo esse dinheiro? Os benefícios tem sido diminuídos ano após ano, vários fundos de pensão de empresas estatais já quebraram ou precisaram aumentar as contribuições para cobrir seus gastos.

Isso sem falar em como funciona o INSS: é basicamente um esquema de pirâmide. As contribuições feitas pelos trabalhadores da ativa são utilizadas para pagar os benefícios daqueles que já estão aposentados ou afastados. Para isso funcionar bem, é necessário que a base da pirâmide (quem contribui) seja sempre maior do que o topo (quem recebe).

Estimativa da pirâmide etária brasileira

O problema é que a população brasileira está envelhecendo, vivendo mais, e tendo menos filhos. Logo, a pirâmide está começando a ter muita gente no topo e pouca gente na base. Com isso, o governo acaba precisando fazer alterações no sistema, que podem ser:

  • reduzir o valor dos benefícios pagos aos aposentados/afastados;
  • aumentar o valor das contribuições de quem está na ativa (é o que aconteceu com o fundo de pensão dos Correios);
  • usar dinheiro de outras áreas (saúde, educação, segurança etc) para custear esses benefícios;
  • aumentar impostos para ter dinheiro para custear os benefícios;
  • ou ainda, fazer tudo isso ao mesmo tempo.

Com tudo isso acontecendo, a chance do benefício pago pelo governo não ser suficiente para sustentar o aposentado me parece bem grande.

Finalizando, a mensagem que quero passar com este texto é para que você, leitor, não terceirize sua sobrevivência, principalmente na velhice, onde é bem provável que você terá menos energia e saúde para correr atrás do prejuízo. Pague apenas o mínimo que a lei obriga. Encare o INSS como um imposto. Se lá na frente você receber alguma coisa, ótimo.

Enquanto for ativo, invista em aplicações diversas, existem inúmeras opções: poupança, imóveis, fundos de investimento imobiliário, Tesouro Direto, bolsa de valores no Brasil e no exterior. O que importa é guardar um pouco todo mês, durante toda a sua vida produtiva, em investimentos de valor. Mesmo que o aporte mensal seja baixo, os juros compostos fazem mágica no longo prazo.

Quando parar de trabalhar, por vontade ou necessidade, não vai precisar depender da vontade de nenhum político para sobreviver e prover pelo menos suas necessidades básicas.

Concorda? Discorda? Deixe seu comentário!

$$$$$$$

TENHA DIREITO A CONSULTORIA FINANCEIRA ILIMITADA E CONCORRA A PRÊMIOS, SE TORNANDO UM MEMBRO DO CLUBE VIDA RICA. É SÓ ENTRAR NO APOIA.SE E SEGUIR AS INSTRUÇÕES.

 

Poupe mais ao invés de gastar mais

Fim de ano chegando, você provavelmente vai receber o décimo terceiro salário, alguns receberão bônus, PLR, entre outras premiações e benefícios.

Alguns ainda, assim que começar o novo ano, receberão um aumento salarial devido aos dissídios e reajustes inflacionários.

Aproveite essa grana extra para turbinar seus investimentos! Ao invés de gastar mais apenas porque teve um aumento e recebeu um bônus, aproveite para economizar esse valor.

Lembre-se sempre: não adianta ganhar mais, se você também gastar mais. Tente sempre viver com menos do que você recebe mensalmente.