Fazendo o colchão de segurança render

Foto por Inge Wallumru00f8d em Pexels.com Sim, eu sei, já falei de colchão de segurança (também conhecida por reserva de emergência) várias vezes, talvez até mais do que eu gostaria. Só que vou falar de novo enquanto achar necessário. Às vezes é preciso insistir no óbvio. O tempo todo vejo publicações nas redes sociais com … Continue lendo Fazendo o colchão de segurança render

Reserva de emergência não precisa de rentabilidade

Saudações, reservados e reservadas! "Reserva de emergência não é investimento. Não precisa render nada. Ela tem apenas que estar lá, disponível. É como se não existisse até o dia em que você precisa dela."  Só esse parágrafo acima, retirado do fórum da Bastter.com, já deveria ser o bastante para você entender onde deve deixar a sua … Continue lendo Reserva de emergência não precisa de rentabilidade

Mapas Mentais dos Ativos Financeiros

No final de 2017, poucos meses antes de começar o Vida Rica, eu estava pesquisando sobre técnicas e métodos de estudo para tentar melhorar meu desempenho em algumas provas que eu faria. Pesquisando no Google, acabei caindo no Blog do Fernando Mesquita e conhecendo o método dele, que inclusive recomendei aqui no site, chamado de … Continue lendo Mapas Mentais dos Ativos Financeiros

Saiu a convocação da sua carteira da Copa do Mundo!

Aproveitando que amanhã o Brasil estréia na Copa do Mundo da Rússia jogando contra a Suíça, deixo aqui uma dica de leitura do Clube do Pai Rico. Essa é a seleção ideal dele para a Copa do Mundo: $$$$$$$ No mês passado, o país parou para ver o anúncio dos convocados para a Copa da Rússia. … Continue lendo Saiu a convocação da sua carteira da Copa do Mundo!

A evolução do investidor

Sabe essa imagem aí em cima, presente em 10 de 10 livros de História? Então, podemos fazer um paralelo entre ela e a evolução do investidor conservador, ou também chamado de defensivo: 1ª fase - Gastar menos do que ganha Essa é a primeira fase, a primeira etapa da vida do investidor, é a parte … Continue lendo A evolução do investidor