Quanto devo guardar do meu salário?

money pink coins pig
Photo by Skitterphoto on Pexels.com

Esse texto é mais um “baseado em fatos reais”.

Muita gente, quando conhece o mundo financeiro e descobre os investimentos e a economia, faz essa pergunta fundamental:

Quanto devo guardar do meu salário?

O problema é que não existe resposta certa para essa questão. Cada pessoa tem uma situação, uma realidade, uma meta, um sonho, então a única resposta possível para essa pergunta é: “Depende.”

Guardar 30% do salário pode ser muito tranquilo para uma pessoa que ganha bem, tem suas contas organizadas e é mais frugal, enquanto pode ser uma loucura e um gerador de ansiedade para uma pessoa que tem muitos compromissos assumidos e ganha um salário menor. E como sempre digo aqui, investimento e poupança é para trazer tranquilidade para a pessoa, não para ser mais um gerador de estresse.

Então, se você nunca fez nenhuma economia na vida, esqueça todas essas regras que falam por aí: 50-30-20, 70-20-10. Recomendo que comece aos poucos.

Pra começar a investir primeiro você precisa saber se sobra dinheiro pra isso, ou seja, se você está gastando menos do que ganha. Anote todos os seus gastos mensais e compare com a sua renda. Se sobrar dinheiro, aí sim você pode começar a investir.

Se ainda não sobra dinheiro, então você precisa rever seu padrão de vida. Pode ser que precise cortar algumas despesas, rever alguns custos, se mudar para um imóvel menor, enfim. E se ainda assim não sobrar dinheiro, veja o que pode fazer para aumentar sua renda: pedir um aumento salarial, buscar uma promoção, fazer bicos no fim de semana, trabalhar algumas horas extras. Quando conseguir equilibrar suas contas, você pode começar a investir.

Então comece guardando o que puder, 1% que seja! A partir disso, tente melhorar sua performance guardando mais conforme os meses forem passando. O Clube do Pai Rico tem um desafio interessante sobre isso, onde propõe que o participante aumente em 1% todo mês a quantidade de dinheiro que consegue poupar. Pode ser uma boa ferramenta para te motivar a buscar melhorias nesse ponto.

Além disso, não fique procurando pelo melhor investimento enquanto está começando. A poupança já é suficiente para te fazer aprender e adquirir o hábito de poupar todo mês. Conforme for evoluindo, você passa a estudar outras formas mais rentáveis de investimento.

O importante mesmo é começar! Toda longa caminhada começa com um pequeno e simples passo.

$$$$$$$

Contrate meu serviço de mentoria financeira, que vai te auxiliar a melhorar as suas finanças e atingir seus objetivos. É só clicar aqui.

$$$$$$$

Ganhe dinheiro de volta em suas compras usando o aplicativo da Beblue:

Baixe aqui o aplicativo Beblue

$$$$$$$

Seja membro do Clube Vida Rica. É só entrar no Apoia.se e seguir as instruções.

$$$$$$$

Participe do Canal Vida Rica no Telegram. É só clicar aqui para acessar!

Compro ou não compro uma moto? – Baseado em Fatos Reais

Pergunta do dia:

Gasto 180 reais por mês de combustível para trabalhar indo de carro. Se eu for trabalhar de moto, gastarei apenas 60 reais/mês, mas precisarei desembolsar R$ 4.000,00 na compra da moto. Vale a pena?

Não, não vale a pena, no meu ponto de vista.

carro x moto

 

A economia mensal será de 120 reais, mas você vai precisar gastar 4 mil reais na compra da moto. Só pra recuperar o investimento, seriam necessários quase 3 anos.

R$ 4.000,00 / R$ 120,00 = 33,333 meses

Isso sem levar em consideração a manutenção da moto, impostos, seguro, o risco maior de sofrer um acidente (segundo esta matéria do Flatout!, 31,4% das vítimas fatais de acidentes são motociclistas ou garupas. Eles também respondem por 74% das indenizações pagas pelo DPVAT por morte).

Além disso, como você não vai vender o carro, ainda continuará com as despesas fixas dele – IPVA, troca de óleo, seguro – por mais que o deixe na garagem enquanto vai trabalhar de moto.

Então, não compensa.

Só valeria a pena financeiramente falando se o carro fosse vendido, e com esse valor a moto fosse adquirida.

E você, o que acha? Vale a pena fazer a troca?

*O tema deste post foi sugerido pelo Danilo Pereira, do Como Gastar Melhor.