Porque a especulação é uma coisa boa

Sempre que se fala em especulação as pessoas associam a palavra com coisas ruins. Quando se fala em especulação imobiliária então, sai de baixo. Parece que todos os problemas das cidades são culpa dela.

Mas, na verdade, a especulação não só é uma coisa boa, como também é necessária para que o mercado funcione e que as coisas evoluam.

Todo empreendedor é um especulador. Ele faz uma aposta, arriscando seu dinheiro e seu tempo em algo que pode tanto dar bons lucros no futuro, como pode faze-lo perder tudo e ter que recomeçar do zero. Mas são esses “especuladores” que compram matéria-prima, contratam funcionários, alugam lojas e galpões, enfim, que fazem a roda da economia girar. Sem eles, nós estaríamos numa situação bem pior agora.

pexels-photo-279166.jpeg
Imaginem o mundo sem o smartphone

Especuladores também são necessários para que as bolsas de valores possam funcionar. Se não existissem milhões de pessoas apostando diariamente na alta e queda das ações, dispostos a comprar e vender esses papéis, as bolsas simplesmente não existiriam.

airport bank board business

E o que falar da especulação imobiliária então? Foi ela que permitiu que as cidades crescessem, que locais antes degradados e abandonados pudessem ser recuperados. Foi um sem número de especuladores que investiu seu dinheiro na abertura de novos loteamentos, bairros, na construção de edifícios, torcendo para conseguir recuperar seu capital no futuro, e com sorte, conseguir lucrar.

aerial shot of houses

Então, da próxima vez que alguém falar mal de especulação perto de você, pense bem se ela tem razão.

Todos nós somos especuladores em alguma medida.

Para terminar, deixo aqui dois textos que tratam sobre o assunto de forma mais ampla:

Você sabe o que é “especulação imobiliária”?

Concorda? Discorda? Deixe sua opinião nos comentários!

 

Anúncios

Não importa quanto você ganha!

Provavelmente já passou pela sua cabeça o pensamento de que bastaria ganhar mais para se livrar de todos os problemas financeiros da sua vida e viver uma vida tranquila, certo?

Claro que para uma pessoa que ganha pouco, um salário mínimo ou dois, isso é verdade: se ela conseguir aumentar seus rendimentos, com toda e absoluta certeza vai melhorar sua situação financeira e ter uma vida financeira sem tantas preocupações.

falido

Mas nem sempre é verdade! Como a educação financeira ainda não é uma matéria universal na escolas (infelizmente), muitas e muitas pessoas mundo afora ganham milhares e milhares de reais todos os meses e não conseguem ficar sem dívidas. Todos os meses, um grande número de funcionários públicos pega mais um empréstimo consignado para manter um padrão de vida luxuoso, e que ele nao pode pagar apenas com seu salário. Outras pessoas, principalmente atletas e artistas, ganham milhões de reais, dólares, euros todos os anos, e mesmo assim encontram a falência em algum momento de sua vida.

Em 2009, a revista Sports Illustrated publicou um artigo que mostrava que 60% dos ex-jogadores da NBA (a liga de basquete dos Estados Unidos, que paga salários milionários aos seus jogadores) vão a falência apenas 5 anos depois de se aposentarem. Ao mesmo tempo, 78% dos ex-atletas da NFL (liga de futebol americano dos Estados Unidos) encontram a falencia ou passam por estresses financeiros apenas dois anos depois de pararem de jogar. Baseada nesse artigo, a ESPN produziu um documentário chamado “Broke” (“Quebrado”, em tradução literal) , que está integralmente disponível no YouTube para você assistir:

Por que isso acontece?

Essa não é uma pergunta difícil de responder: pessoas com dinheiro sobrando atraem falsos amigos, que indicam investimentos ruins apenas para ganhar alguma comissão.

Outra coisa que faz as essas pessoas perderem dinheiro é a necessidade de ostentar, de ter uma vida luxuosa enquanto se está ganhando muito dinheiro. Elas compram carros esportivos, mansões de cinema, iates, jatinhos particulares, sem falar em outras extravagâncias que acabam corroendo a fortuna que acumularam enquanto eram jogadores profissionais. Quando o dinheiro para de entrar, ele termina rapidinho.

Outro caso que ficou famoso foi do ator Nicolas Cage: ator famoso, milionário, torrou uma grande parte do dinheiro que ganhou na carreira em imóveis de luxo. Chegou até mesmo a comprar uma ilha nas Bahamas e dois castelos medievais na Europa. Pra piorar a situação, comprou os imóveis via financiamento, criando dívidas gigantescas que não conseguiu quitar. Alguns dos imóveis já foram a leilão devido a falta de pagamento.

Qual a conclusão que podemos tirar disso tudo?

No fundo, a partir de um certo ponto, a verdade é que não importa muito quanto se ganha, e sim quanto se gasta! Enquanto estiver gastando mais do que ganha todo mês, sem poupar nada para imprevistos e para sua velhice, você está apenas cavando sua própria cova. Logo estará respirando por aparelhos, dependendo de empréstimos junto as instituições financeiras e agiotas, dependendo da ajuda de amigos e familiares, tudo isso apenas para sobreviver.

Neste momento, se você está numa situação similar, PARE DE CAVAR! Quanto antes voce mudar seus hábitos financeiros, menos vai sofrer no futuro. Será necessário disciplina, vai levar alguns tombos. Se não conseguir sozinho, peça ajuda. O que importa é começar! Daqui alguns anos, quando olhar pra trás, vai agradecer por ter começado agora.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

$$$$$$$

Tenha direito a consultoria financeira ilimitada se tornando um membro do Clube Vida Rica. É só entrar no Apoia.se e seguir as instruções.